Saltar para: Posts [1], Pesquisa [2]

Segredo revelado

Segredo revelado

27.04.12

Porto seguro...


segredo_revelado

 

Porto seguro

 

 

Faz -me prender amarras
Nesse teu porto seguro, no cais onde me agarras...

 

Amarra-me! Em ti , no teu corpo...
Aprisiona-me na tua mente e no teu coração,
Como se o teu querer tivesse garras,
Como se os teus braços fossem a minha prisão.

 

Faz -me prender amarras
Nesse teu porto seguro, no cais onde me agarras...

 

De boa vontade ,sempre com um sorriso para a minha carcereira,
Uso as grilhetas com que me prendes a ti...
Não me soltes, não quero ser livre de outra maneira,
A minha liberdade, o meu salvo-conduto, encontro-o em ti.

 

Faz -me prender amarras
Nesse teu porto seguro, no cais onde me agarras...

 

Prometes que não me deixas à deriva?
Promete-me! Receio naufragar se me faltar o teu porto seguro...
Faz-me ancorar...ao teu corpo, à tua alegria...
Promete-me que farás parte do meu...do nosso futuro.

 

Faz -me prender amarras
Nesse teu porto seguro, no cais onde me agarras...

 

Segura-me! Amarra-me! Não me deixes fugir!
Não largues mais a minha mão...
Capturaste-me com o teu jeito , aprisionaste-me sem eu o sentir...
Agora , feito prisioneiro revoltoso,
Sou eu que também te quero manter aprisionada no meu coração.

 

Faz -me prender amarras
Nesse teu porto seguro, no cais onde me agarras...

 

Faz -me prender amarras
Nesse teu porto seguro, no cais onde me agarras...
Faz isso e serei teu...

 

 

segredo revelado: Ando sem paciência para escrevinhar coisas novas, sejam elas sérias ou não, por isso...
Ora, cá está mais um tesourinho deprimente saído directamente do baú das coisas que escrevi, guardei e , se calhar , mais valia nem ter escrito e nem ter guardado.
Há portos seguros que , depois de lá prendermos amarras e procurarmos segurança e aconchego , se mostram como são de verdade : marés vivas e águas turbulentas.
(foi profundo , não foi? Sou mesmo bom a ''meter água'', daí conseguir atingir um nível tão intenso de profundidade {#emotions_dlg.lol} )

17.04.12

Silhuetas...


segredo_revelado

 

Silhuetas

 

 

Duas silhuetas movem-se entre sombras e luzes ,
Naquele lugar onde reina o mistério e sedução.
É aí que me cativas e seduzes,
Aprisionando-me bem dentro de ti ,
No teu corpo e no teu coração.

Corpos nus , vestidos de desejo de prazer carnal,
Deliciando-se mutuamente com carícias sensuais...
Contorcem-se , ao som de gemidos ,
Na ténue linha que separa o bem do mal,
Ansiando por mais , muito mais...sempre mais!
São corpos famintos, famintos até de sussurros nos ouvidos.

Num equilíbrio perigoso entre desejo animal e racional,
Ambos fazem sentido ,aproximando quem quer ceder a esses desejos.
Desejos de língua quente e molhada durante um beijo matinal,
Desejos de que o dia seja vivido na cama , em acesas trocas de beijos.

 

 

 

 

segredo revelado: Poema original cá do je , escrito já não sei quando , porquê ou para quem. Na verdade até sei , mas há segredos que não é suposto serem revelados .Se calhar queriam saber tanto quanto eu e o padre da paróquia, não?! {#emotions_dlg.blink}

 

 

 

13.04.12

33, diga lá outra vez...


segredo_revelado

 

Alguém , POR FAVOR , faça parar a roda do tempo!

Ontem , 12 de Abril , comemorei ,mas só porque fui ''obrigado'', mais um aniversário, e já é a 33ª vez que celebro esta data. Ah pois é! Raio do tempo não pára , o relógio avança e os dias no calendário vão-se sucedendo , e a malta (por malta entenda-se eu) vai ficando mais velhinha.

Parece que foi ainda ontem que andava eu ao colo desta e daquela moçoila, numa posição altamente privilegiada para espreitar decotes e levar com umas valentes beijocas repenicadas nas minhas bochechas fofas, quando, quase num momento de magia, sem me dar conta , já quase não vejo decotes e nem levo beijocas. Brincadeirinha! Aquilo que quase não me dei conta foi do passar dos anos até chegar aos 33 de existência.

A vida é mesmo uma passagem. E passa rápida para caralh..ças. Com 33 anos , se pensar que a esperança média de vida de um homem português deve andar à volta dos 70 e picos anos , estou , se chegar a viver até lá , a meio da minha passagem por esta vida.

(momento de reflexão profunda)

 

 

Epá , tenho de apressar o passo e começar a fazer boas acções , tipo ajudar jovens universitárias a atravessar na passadeira, enquanto lhes carrego os livros e tento ''sacar'' o número de telemóvel  ;ir fazer voluntariado a uma instituição de solidariedade,tipo... huum, tipo algum sitio onde haja algum ''cheiro'' a luxúria (os strips na webcam para as velhotas do lar de 3ª idade de Carrapicho de Baixo já é parte do meu lado solidário. Por falar nisso , aproveito para desejar as melhoras à dona Alfredina , uma velhinha de 98 anos que se sentiu mal ao ver-me)  ; ir à missa dominical e ir rezar o terço todos os dias... Enfim, tenho de começar a mostrar ao Criador que sou um gajo que merece que lhe sejam abertas, daqui a umas décadas , as portas do Paraíso e de alguns hotéis ,carros e restaurantes de luxo.

Esta coisa de envelhecer é uma chatice , especialmente se , como me aconteceu ontem , alguém fizer o favor de me dar os parabéns , tudo muito bonitinho e tal , e , no final, acrescentar algo do género : '' 33 aninhos , hein?!Já começa a ser tempo de assentares , de casares , de teres filhos...'' Oh , fo{#emotions_dlg.annoyed}a-se! - pensei eu naquele cantinho escuro da minha cabeça onde se encontram os palavrões e as respostas inconvenientes. Lá fiz o sorriso mais lindo que a minha dentição amarelada permitiu e chutei para canto do jeito que pude. Não é que discorde completamente daquilo que me disseram , mas , sinceramente , e porque eu não faria isso a outra pessoa na mesma situação, dispenso também que me venham mandar bitaites daquele género.

 

 

Hei-de assentar quando assentar. Não sou um doido varrido , não há assim tanto a assentar.

Hei-de casar quando casar , se é que alguma vez caso. Isto faz-me lembrar aquilo que o padre da minha paróquia chamou à mulher de um primo meu , precisamente por ela não ser casada pela igreja: ''pecadora fornicadora!'' Assim de repente , e se nunca vier a casar , até nem me parece muito mal vir a ser um simples pecador fornicador que vive em união de facto ou algo do género.

Quanto a ter filhos , isso vai ser complicado. Tê-los nunca vou ter, pois, por muito solidário que seja com a futura mãe deles (de todos os 5), é-me biologicamente impossível vir a ter filhos e dividir com ela as dores de parto, mas desejo muito um dia vir a ser pai. Para tal acontecer, lá darei a minha pequena contribuição., sob forma de uns quantos espermatozóides com, espera-se, um magnifico sentido de orientação, velozes , resistentes e românticos quanto baste para conquistar um óvulo de alguma ''pobre coitada'' que eu tenha conseguido ''enganar''.

 

 

Outra coisa chata nisto de envelhecer é a razão proporcionalmente inversa que se estabelece entre a idade e a qualidade e número de prendas, ou seja, quanto mais anos tenho , menos prendas, e mais foleiras , tenho. Ai que saudades de receber jogos e chocolates! Agora só me dão é : roupa (boxers, meias , camisolas), nenhuma com motivos do Noddy nem do Ruca, o que me deixa desgostoso ; after shave , ou ''after cheiro'', como alguém já me contou que há quem diga,logo a mim  que nem uso ; um livro de receitas de cozinha para totós , livro esse que , diga-se de passagem , folheei e não percebi metade do que li. Acho que para mim deviam ter comprado o livro de receitas de cozinha para muito totós{#emotions_dlg.blushed}. Por acaso gostava de saber cozinhar mais e melhor , fica a confissão.

Justiça e homenagem seja feita a uma das minhas tias , a tia-madrinha, que ao saber da minha perdição por arroz doce fez o favor de me oferecer uma travessa dele quase a transbordar.Que bom ser mimado com coisas que despertam o nosso lado de criança gulosa! No caso do arroz doce também desperta o aumento de peso , aumento de açúcar no sangue e aumento de cáries , mas um dia não são dias e vai-me saber melhor que a melhor das iguarias .

Bem que me podiam ter oferecido alguma tinta para cabelo ,da Bellady ou da Wella, , que já por aqui andam uns cabelos brancos na cabeça...Ou um andarilho e uma dentadura ... ou uma gravata daquelas que dá um ar distinto a qualquer defunto... coisas que num futuro próximo me vão ser realmente úteis.

 

 

Vá , foi dia 12 , foi o dia dos meus anos , mas , bem vistas as coisas , foi um dia entre dias normais , um dia sem aquela excitação ''parva'' que é típica de quando fazemos 16...18...20...23...24...anos. A partir dos 30 , até que alguém me prove o contrário , sinto que passei a sofrer do síndrome que afecta muitas mulheres adultas a partir de uma certa idade , o síndrome ''este ano bem que podiam esquecer-se que faço anos , assim talvez eu também me esquecesse''. É um nome um bocadinho grande para um síndrome , eu sei , mas pode-se chamar-lhe também síndrome de Peter Pan, vai dar quase ao mesmo.

33 anos! Será que devo começar a comprar daquelas caixas de medicamentos que ajudam a manter os niveis de cálcio nas ''ossadas'' da malta, aqueles que são anunciados no programa do Goucha? Será que devo , já que com 33 anos se espera alguma moderação e recato , deixar de jogar as minhas futeboladas com o grupo de amigos? Será que ... Ai do que me fui lembrar! Cristo ,que era filho do Senhor e que até , rezam as crónicas e as beatas na Igreja, era um ''gajo'' porreiro, não passou dos 33. Será que devo ficar preocupado ao chegar aos 33 ?

 

 

Bem , se não paro de escrever daqui nada já vou ter 34 anos e o post, que era suposto ser pequeno , ainda não está acabado.

Pior ainda, hei-de estar a entrar na crise da meia idade e na andropausa e ainda nem o post está acabado , nem a maldita crise financeira está acabada.

Querem ler? Vão ''mazé'' ler coisas sérias e de valor cultural , pah! Ide ler o Correio da manhã ou a revista Gina.

( sou tão antigo que até me lembro da revista Gina e da Bianca. Oh vida minha!

Velas sopradas! Fim!

 

 

 

 

 

segredo revelado : Em dia de aniversário ,impossível , por muito que  queira evitar , não fazer um balanço daquilo que foi a minha vida nos últimos 33 anos e daquilo que espero venha a ser a minha vida no futuro. 33 anos correspondem a tantas vivências , a tantos acontecimentos bons e a outros maus , a lágrimas , a sorrisos , a ilusões , a desilusões, amores , desamores, vitórias, derrotas,... que não consigo ter memória de todas essas coisas , mas , ao fazer um balanço geral , sem esquecer que deixei tanto por fazer , por dizer , por sonhar, e que tenho outro tanto para fazer, dizer e sonhar,concluo que foram uns 33 anos bem passados , inserido no meio de uma família que , quanto mais velho fico ,cada vez mais aprecio e valorizo como sendo o meu grande pilar, o meu esteio.

Quanto ao futuro...Bem , esse , como diz o povo , a Deus pertence. Venham , se puder ser , mais 33, no mínimo, e que chegue aos 66 com tudo ainda em cima. (falo do cabelo , suas mentes perversas!)

A todos aqueles que se lembraram de me desejar um bom dia e dar-me os parabéns e que venham a ler isto , deixo-lhes , mais uma vez , o meu muito obrigado por se lembrarem. Abraços e beijinhos.

(vá, os abraços foram só para disfarçar , para evitar bocas de que são só mulheres a ler este blog {#emotions_dlg.lol})

 

 

09.04.12

Se o Facebook fosse uma pessoa...


segredo_revelado

 

Se o Facebook fosse uma pessoa, e já que qualquer pessoa tem qualidades e defeitos , qual seria a principal qualidade e o principal defeito de uma das redes sociais mais usadas no mundo?

A maior qualidade talvez seja o facto de estar sempre disponível, 24 horas por dia , 7 dias por semana, 365 dias por ano. Hoje em dia , no meio de uma crise que , mais do que nunca , obriga as pessoas a andarem sempre atarefadas com alguma coisa, tempo , além de ser dinheiro , é uma coisa rara.

Falta tempo para estar disponível para os familiares e amigos , falta tempo para a cultura , falta tempo para o desporto,...Enfim, não há muito tempo livre, o que leva a uma pouca disponibilidade para estar mais presente na vida daqueles de quem se gosta e podermos fazer aquelas actividades que gostaríamos.

Ele iria connosco ao cinema , levando-nos a ver um vídeo no Youtube...

Ele compraria bilhetes para a 1ª fila do concerto do nosso artista favorito, aquele artista que , por acaso , também é amigo do Facebook...

Ele teria o tempo , a vontade e a pericia para nos ajudar a cuidar da nossa quinta biológica...

Ele estaria sempre disposto a apresentar-nos um dos seus muitos amigos ...

Se o Facebook fosse uma pessoa , estaria sempre ali , sempre disponível e sempre pronto a receber-nos , e isso , a meu ver , é uma qualidade.

 

 

Mas se o Face tivesse qualidades de pessoa , também teria defeitos. Qual seria o seu maior defeito se fosse uma pessoa? A frieza afectiva.

Apesar de estar sempre ali , sempre tão presente e disponível , o Face não se apega afectivamente a nenhum dos milhões de ''amigos'' que todos os dias o visitam e contribuem para que ele seja mundialmente famoso.

Ele estimula as visitas dos ''amigos'', oferece-lhes músicas , jogos e noticias curiosas...

Ele gosta de likes , partilhas, perguntas e respostas,...

Ele gosta que o façamos sentir importante, gosta que falemos dele aos nossos amigos ,...

Ele vai connosco para o trabalho , vive na nossa casa , conhece os nossos animais , conhece a nossa família e conhece até alguns dos momentos mais importantes das nossas vidas,...

De facto , se pensarmos no Facebook e na relação que temos com ele , ele sabe realmente muitas coisas sobre nós e passa imenso tempo connosco. Mas alguém alguma vez ouviu falar que ele gostasse de alguém? Que tivesse criado algum vinculo afectivo com um dos seus milhões de amigos? Não! Esse tal de Facebook é , apesar de proclamar que gosta de aproximar as pessoas e fomentar a partilha e a amizade , uma ''pessoa'' egoísta e fria. Aquilo que de melhor oferece aos outros , não o oferece a troco de nada , oferece-o a troco de que os outros continuem a ''alimentar-lhe'' o seu ego e a sua fama.

Eu , como já disse num ou outro post anterior , tenho uma relação um bocado estranha com o Facebook. Tanto sou capaz de lá ir praticamente todos os dias e divertir-me imenso nuns momentos de lazer- sim, momentos de lazer , porque eu ainda não sou dos que diz que está, das 9 às 17 , no Facebook a ''trabalhar'' - , como , passados uns tempos , por este ou por aquele motivo , sou capaz de estar meses sem lá ir.

Mas isto sou eu , e eu sou uma ''ave rara'' no que diz respeito ao Face (e não só).

 

 

 

 

 

 

segredo revelado : O autor deste blog , longe de ser um ''Facebookólico'' , achou por bem fazer uma cura de desintoxicação do Face. Posso afirmar , não com orgulho , que o feito não é motivo para tanto , que estou ''limpo'' de Facebook vai para mais de 4 meses.

Pergunto-me a mim mesmo : - '' Se o Facebook fosse uma pessoa , com qualidades e com defeitos, será que já teria sentido a minha falta por lá?'' Não me parece que tivesse sentido!

Aliás , acho que até mesmo alguns amigos , esses sim pessoas de verdade , com qualidades e defeitos próprios de um ser humano, também não sentiram. {#emotions_dlg.lol}

03.04.12

Poemas de Almada Negreiros...


segredo_revelado

No ''menu'' de hoje temos : 2 poemas de Almada Negreiros, uma imagem de um quadro (''Maternidade'') por ele pintado, um retrato dele e, last but not the least , um gajo qualquer a ler os poemas.

 

A SOMBRA SOU EU

 


A minha sombra sou eu,
ela não me segue,
eu estou na minha sombra
e não vou em mim.
Sombra de mim que recebo luz,
sombra atrelada ao que eu nasci,
distância imutável de minha sombra a mim,
toco-me e não me atinjo,
só sei dó que seria
se de minha sombra chegasse a mim.
Passa-se tudo em seguir-me
e finjo que sou eu que sigo,
finjo que sou eu que vou
e que não me persigo.
Faço por confundir a minha sombra comigo:
estou sempre às portas da vida,
sempre lá, sempre às portas de mim!

 

 

 

Encontro

 

Que vens contar-me

se não sei ouvir senão o silêncio?

Estou parado no mundo.

Só sei escutar de longe

antigamente ou lá para o futuro.

É bem certo que existo:

chegou-me a vez de escutar.

Que queres que te diga

se não sei nada e desaprendo?

A minha paz é ignorar.

Aprendo a não saber:

que a ciência aprenda comigo

já que não soube ensinar.

O meu alimento é o silêncio do mundo

que fica no alto das montanhas

e não desce à cidade

e sobe às nuvens que andam à procura de forma

antes de desaparecer.

Para que queres que te apareça

se me agrada não ter horas a toda a hora?

A preguiça do céu entrou comigo

e prescindo da realidade como ela prescinde de mim.

Para que me lastimas

se este é o meu auge?!

Eu tive a dita de me terem roubado tudo

menos a minha torre de marfim.

Jamais os invasores levaram consigo as nossas

torres de marfim.

Levaram-me o orgulho todo

deixaram-me a memória envenenada

e intacta a torre de marfim.

Só não sei que faça da porta da torre

que dá para donde vim.

 

 



 

segredo revelado : Artista em diversas áreas de actividade (escrita, pintura, dramaturgia, poesia,...),José de Almada Negreiros nasceu a 7 de Abril de 1893, em S. Tomé e Príncipe, e morreu em 1970, em Lisboa. Foi um dos fundadores da revista “Orpheu” em 1915.

Um dos grandes nomes da cultura ''tuga''.

 

PS : Sim, o gajo que lê os poemas sou eu, não é o Vítor de Sousa , nem nenhum declamador famoso.